É uma dúvida bastante comum no consultório: “o que pode acontecer se eu não tratar a artrose?” Bem, a resposta começa por explicar o que é a artrose. Na verdade, todos nós passaremos em algum momento da vida pelo desgaste das cartilagens das articulações. É um processo natural e normal do envelhecimento humano, que ocorre ao longo das décadas de vida. Existem mais de 50 causas diferentes para artrose, ou seja, ela pode ocorrer por vários motivos.

Artrose é uma doença?

Mas a artrose só é considerada uma doença quando o desgaste é muito maior que o normal para aquela determinada idade. Isso faz com que a pessoa tenha limitação de movimentos e dores que impossibilitam fazer tarefas comuns. Quer um exemplo? Uma pessoa de 90 anos ter artrose é algo normal. O problema é uma pessoa com 40 anos ter um desgaste maior que o normal para essa faixa etária.

Vale dizer também que não existe nenhum tratamento no sentido de impedir que o desgaste da artrose progrida ou de forma a recuperar um desgaste que já aconteceu. Não existem remédios que recuperem ou retardem o desenvolvimento da artrose. Há suplementos que ajudam na nutrição da cartilagem, mas nenhum deles tem poder de retardar a ação da artrose.

Porém, é preciso ter um acompanhamento da doença. A artrose é uma condição progressiva. A tendência é que ela vá aumentando e degenerando ainda mais a articulação. Se a causa da artrose for por doença reumatológica, por exemplo, é preciso tratar a doença para evitar que a artrite ou a artrose piore.

O que fazer?

Para uma pessoa normal com começo de desgaste, o tratamento envolve manter a articulação ativa e a musculatura boa – isso é o que há de mais efetivo para manter a articulação saudável. Trabalhar mobilidade e força muscular a fim de gerar estabilidade para que não haja acidentes como quedas, por exemplo.

Tratar significa manter a musculatura boa, fortalecendo músculos e atuando na mobilidade. Ou mesmo, se ela estiver em grau avançado, avaliar, diante do médico, se está na hora de uma intervenção cirúrgica – a cirurgia (no quadril ou joelho) pode ser um caminho mais eficaz, mas só um médico poderá fazer a indicação certa. Não deixe o problema de lado!

Outros artigos

VOLTAR PARA TODOS OS POSTS

FALE CONOSCO

Você pode entrar em contato pelos telefones, redes sociais ou pode enviar uma mensagem

Agendar uma consulta
WhatsApp
Formulário